quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Diretores de presídios e da Coape vão colocar cargos a disposição do Governo

          O SINDASP/RN através de sua presentante legal Vilma Batista, acompanhou de perto todo acontecimento em torno dá possível saída do Secretario Júlio César da SEJUC. Diante disso se reuniu com a Coordenadora Dinorá para tomar alguma decisão. Apos a reunião Dinorá convocou os Diretores para se posicionar sobre a situação. O sindicato elaborou um documentos, que foi lido por Vilma. Ela  apresentou aos diretores e defendeu que era necessário  haver uma união entorno da causa, que depois de ouvi atentamente os Diretores de Unidades Prisionais do Rio Grande do Norte, do GOE, GEP e CDPs presente, começaram a assinar o documento, bem como aqueles que atuam como comissionados na Coordenação da Administração Penitenciária (Coape) e  decidiram colocar seus cargos a disposição do Governo, até o final desta semana, caso uma pauta de soluções não seja apresentada. Em seguida Vilma Batista segui com o documento e conseguiu a adesão da Chefia de Gabinete, Setor Pessoal, Setor Financeiro e demais funcionários da SEJUC.
        A saída do Secretario Julio Cesar da SEJUC causará maiores incertezas no tocante ao pagamento de fornecedores, pagamentos de diárias operacionais, liberação de licença prêmio, implantação do plano de cargos e carreiras, convocação das vagas existentes para o cargo de Agentes Penitenciários – o que tem o condão de desencadear um colapso certo e futuro na manutenção do sistema prisional (como por exemplo, a falta de alimentação nas Unidades Prisionais, pode causar transtornos sem precedentes), decidimos conjuntamente que, caso as exigências mínimas não sejam atendidas, para que se evite um mal maior, colocaremos nossos cargos a disposição”.
        Vilma Batista ainda ressalta que a carta destinada à governadora Rosalba Ciarlini, é assinada por todos os diretores e demais comissionados da Coape e funcionários da SEJUC, ainda externa apoio ao ex-secretário da Júlio César, que pediu exoneração. “Nossa decisão tem como objetivo exigir o fortalecimento institucional da categoria, da Secretaria de Justiça e do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte”, destaca o documento.






Nenhum comentário: