segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Agentes penitenciárias pedem mais segurança e melhores condições de trabalho

 
As agentes penitenciárias do Rio Grande do Norte se reuniram, nesta segunda-feira (24), e foram até a Coordenadoria da Administração Penitenciária cobrar providências para as unidades prisionais femininas. As clamam por melhores condições de trabalho e, principalmente, por mais segurança, tendo em vista casos recentes de violência, como o veículo de uma agente que foi incendiado e, neste final de semana, uma viatura foi apedrejada.

“Não podemos admitir nenhum tipo de afronta a nossa categoria e as agentes penitenciárias estão temendo pela segurança dentro e fora das unidades. Por isso, esperamos que o Governo do Estado olhe por nós e tome providências. A realidade foi mostrada para a diretora da Coape, Dinorá Simas, e também vamos levar até o titular da Sejuc”, disse Vilma Batista, presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do RN.


Durante a reunião com a diretora da Coape, nesta manhã, as agentes tiveram que sair às pressas para o CDP Feminino, no bairro de Emaús, em Parnamirim. As presas realizaram um motim e chegaram a atear fogo em alguns colchões. A confusão, porém, rapidamente foi controlada.

“Diariamente enfrentamos dificuldades em todas as unidades prisionais do Estado. Não bastasse o déficit de agentes no Sistema Penitenciário do RN, temos que conviver com a falta de equipamentos básicos de trabalho. Mesmo assim, somos uma categoria unida e que faz tudo que pode para manter o sistema funcionando”, completa a presidente do Sindasp-RN.

Vilma Batista ressalta, inclusive, que os agentes vão buscar junto ao governador eleito, Robinson Faria, que as pautas do Sistema Penitenciário sejam colocadas como prioridade, assim como os outros segmentos da segurança pública.




Nenhum comentário: