segunda-feira, 29 de junho de 2015

Sindasp-RN cobra mais uma vez providências para surto de tuberculose em presídios

O Sindicato dos Agentes Penitenciários do Rio Grande do Norte vem a público mais uma vez cobrar do Governo do Estado providências para o surto de tuberculose nas unidades prisionais do Estado. Neste final de semana, mais um detento de Caicó precisou ser transferido para um hospital por complicações da doença.

No início do mês, um preso daquela mesma cidade morreu por causa da tuberculose. “Só em Caicó, além dessa morte, são três casos confirmados e outros oito suspeitos que tiveram exames encaminhados para análise em Natal”, ressalta Vilma Batista, presidente do Sindasp-RN.

De acordo com ela, existe um temor muito grande por parte dos agentes penitenciários que têm que conviver diariamente dentro das unidades, expostos a doenças. “As cadeias do Rio Grande do Norte são completamente insalubres e, além disso, a maioria não possui alas de isolamento para presos com doenças mais graves, colocando em risco toda a população carcerária e os profissionais que lá atuam”.

A presidente do Sindasp-RN lembra que por várias vezes acionou o Governo do Estado e até mesmo o Ministério Público para que essa situação seja resolvida, mas até o momento, nada de concreto tem sido feito.

“Os agentes não estão expostos somente à tuberculose, mas também à bactérias. Inclusive, temos caso de morte de agente por bactéria, provavelmente contraída na unidade em que trabalhava. Isso é muito grave, pois estamos lidando com vidas. Fazemos um apelo para que o Governo do Estado olhe com outros olhos para o Sistema Penitenciário”, afirma Vilma Batista.

Nenhum comentário: