terça-feira, 7 de julho de 2015

Sindasp-RN pede inclusão de agentes em atendimentos no centro clínico da PM


O SINDASP-RN foi um dos sindicatos que participaram de audiência pública com a temática da saúde dos servidores da segurança pública do Estado, envolvendo policiais civis, policiais militares, bombeiros e agentes penitenciários. O evento aconteceu na Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (6).

Durante a audiência, a presidente do Sindasp-RN, Vilma Batista, falou sobre a necessidade urgente de valorização dos agentes penitenciários, como investimento nas condições de trabalho e reestruturação das unidades prisionais, pois isso irá melhorar a qualidade de vida dos agentes.

Além disso, a presidente do Sindasp-RN pediu que os agentes penitenciários sejam incluídos no sistema de atendimento do centro clínico da Polícia Militar, como forma do Estado oferecer pelo menos alguns serviços básicos.

“Nossa categoria é considerada a segunda mais perigosa do mundo e a mais estressante. Lidamos diariamente com aqueles que a sociedade quer distância, que são os assassinos, estupradores, assaltantes. Então, isso afeta o emocional e a saúde física de qualquer pessoa. Para piorar, nós agentes trabalhamos em condições insalubres, em focos de doenças”, destacou.

Vilma Batista ressaltou que, atualmente, as cadeias do RN são foco de tuberculose e lembrou ainda que agente penitenciário já morreu em decorrência de bactérias após serviço em unidade prisional. A presidente do Sindasp-RN cobrou também que a audiência pública tem alguma efeito imediato, resultando em ações concretas.

A audiência pública na Assembleia Legislativa foi proposta pela deputada Cristiane Dantas, sendo idealizada pelo vereador Cabo Jeoás, da Frente Parlamentar Frente Parlamentar da Defesa Social e Enfrentamento à Violência na Região Metropolitana de Natal.



Nenhum comentário: