quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Agentes penitenciários decidem realizar paralisação de 48 horas



Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte se reuniram em assembleia geral, na tarde desta quinta-feira (15), e decidiram realizar uma paralisação de 48 horas. O movimento paredista será deflagrado nos dias 28 e 29 deste mês de outubro, uma quarta-feira e quinta-feira, caso o Governo não apresente uma data para o envio do Estatuto a Assembleia Legislativa do RN.

De acordo com a categoria, até o momento, nada de concreto foi feito de investimentos no Sistema Penitenciário, nem mesmo um planejamento de resgate do Sistema foi apresentado pelo Governo do Estado.

"Com isso, a situação é essa que estamos vendo diariamente. São motins, rebeliões, mortes dentro das unidades, facções criminosas disputando o poder no Sistema Penitenciário, enquanto que o Estado assiste a tudo isso de maneira inerte. E nós agentes penitenciários é quem estamos na linha de frente, com nossas cabeças a prêmio e risco constante a nossa segurança", explica Vilma Batista, presidente do Sindasp-RN.

Os agentes ressaltam que têm se sentido deixados em último plano pelo Governo do Estado, pois além da falta de investimentos e controle do Sistema, não há nem mesmo a valorização profissional.

"Desde o início do ano, estamos negociando com o Governo o envio do Plano de Cargos e Carreiras da categoria para a Assembleia. O Governo chegou a apresentar uma proposta e montar uma comissão para elaborar uma minuta final do Estatuto para que ele pudesse ser enviado para aprovação. No próximo dia 5 de novembro, teremos completado 90 dias que a categoria aceitou essa proposta do Governo. No entanto, há 30 dias, o processo está parado na Consultoria e nada se resolve. Já saiu Consultor Geral, já saiu secretário de Justiça e não vemos avanço. A categoria está cansada de esperar", completa Vilma Batista.

Com a paralisação de 48 horas, apenas os serviços urgentes serão mantidos pelos agentes penitenciários.






Nenhum comentário: