quinta-feira, 14 de abril de 2016

Sindasp-RN entrega ofício ao Governo criticando atitudes do secretário de Justiça

Nesta quinta-feira (14), a Diretoria do Sindasp-RN protocolou um ofício para o Governo do Estado, endereçado ao governador Robinson Faria, no qual critica as atitudes do secretário estadual de Justiça e Cidadania, Cristiano Feitosa, ressaltando a perseguição dele contra a categoria. Além disso, no documento, o Sindasp-RN alerta ao Governo sobre insinuações feitas pelo secretário e acusações contra os Agentes Penitenciários.

VEJA O TEXTO NA ÍNTEGRA:

Ao
Excelentíssimo Sr. Robinson Faria,
Governador do Rio Grande do Norte.

O Sindasp-RN, entidade que representa legalmente os Agentes Penitenciários no Rio Grande do Norte, em gesto de estima e respeito ao mandato do senhor governador Robinson Faria, vem através deste informar sobre a insatisfação da categoria para com a gestão do atual secretário de Justiça e Cidadania, Cristiano Feitosa. Mais do que isso, queremos externar aqui um sentimento antes nunca sentido, que é o de intimidação.

É assim que nós, agentes penitenciários, estamos nos sentindo, intimidados e também perseguidos pelo secretário Cristiano Feitosa. O gestor maior da Secretaria de Justiça adotou um posicionamento antidemocrático e contra os servidores públicos do Sistema Penitenciário.

Além disso, passou a nos atacar através da imprensa potiguar, com declarações caluniosas e insinuações, inclusive, atribuindo crimes à categoria. Em recentes entrevistas, primeiro, ele questionou licenças médicas concedidas aos Agentes Penitenciários, alegando que não pode contar com a categoria e insinuando que essas licenças estavam sendo forjadas. Isso afronta não só a categoria que vos fala, mas também a classe médica do Estado, responsável pela elaboração de laudos e concessão das licenças.

Em outra entrevista, o secretário insinuou que os recentes arrombamentos no prédio da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania, bem como na Coordenação da Administração Penitenciária, teriam sido praticados por servidores que querem furtar processos administrativos que transcorrem na Secretaria.

Esse tipo de declaração, senhor governador, é um insulto gravíssimo e um desrespeito a uma classe que tanto faz pelo Estado do Rio Grande do Norte. Não custa lembrar ao senhor que a classe Agente Penitenciário é considerada uma das profissões mais perigosas do mundo e mais estressante. Nao custa nada lembrar ao senhor que vivemos em condições de trabalho que nenhuma outra categoria do Estado é submetida. E, pior do que isso, vivemos sob uma pressão e risco de vida constante, fatores esses, infelizmente, comuns a nossa profissão, basta ver os constantes casos de atentados a Agentes Penitenciários no RN.

O que não é comum, e não deve ser jamais, é um gestor público como o secretário Cristiano Feitosa ir de encontro aos servidores, perseguir e fazer acusações infundadas. O papel de um gestor é trabalhar em prol de melhorias, desenvolver e estruturar a pasta que está a frente e, principalmente, valorizar e respeitar servidores públicos.

É isso que esperamos do senhor secretário Cristiano Feitosa e é isso que esperamos do seu mandato, governador Robinson Faria. Por esse motivo, esperamos, no mínimo, uma retratação e uma mudança de postura do titular da Sejuc, caso contrário, entendemos ser inviável a permanência de um gestor com essa mentalidade a frente de uma das secretarias mais críticas do Governo do Estado.

Respeitosamente,
Vilma Batista
Presidente do SINDASP-RN.

Nenhum comentário: