quinta-feira, 19 de maio de 2016

Sindasp-RN pede que fuga de preso seja investigada sem pré-julgamento

O Sindasp-RN, a respeito de matéria veiculada no Portal G1RN e na InterTV Cabugi sobre a fuga de um preso no Centro de Detenção Provisória do Potengi, reforça que o caso precisa ser investigado, no entanto, ressalva que isso tem que ser feito sem pré-julgamento.

Nas reportagens veiculadas nesta quinta-feira (19), consta que um agente penitenciário está sendo investigado por suposta facilitação da fuga. Inclusive, tal agente foi afastado de suas atividades por 60 dias.

O Sindasp-RN, entidade que representa os Agentes Penitenciários no Rio Grande do Norte, ressalta que não compactua com nenhum tipo de prática ilícita, assim como reitera o sentimento dos Agentes em atuar de maneira honrada e comprometida com o Sistema Prisional potiguar.

O Sindicato lembra que fugas acontecem quase que diariamente e boa parte delas por falta de estrutura das unidades e baixo efetivo na guarda interna e externa. Por esse motivo, o Sindasp-RN pede que o caso em questão seja investigado afundo, dando direito de defesa e contestação, bem como de maneira isenta.

Entendemos que essa e qualquer outra fuga precisa passar por apuração como forma de aprimoramento do Sistema e de coibir fugas futuras. Somente através de uma investigação e após a investigação é que podemos apontar culpados e responsabilizá-los.

Vilma Batista
Presidente do Sindasp-RN.

Nenhum comentário: