segunda-feira, 16 de maio de 2016

Sindasp-RN se reúne com novo secretário de Justiça

      O Sindasp-RN se reuniu, nesta segunda-feira (16), com o novo secretário de Justiça e Cidadania do RN, Walber Virgolino. Essa foi a primeira reunião e serviu para o Sindicato, em nome dos Agentes Penitenciários, expor a situação do Sistema Penitenciário do Rio Grande do Norte e também dar as boas vindas a ele. "Como sempre temos feito, independente de secretário que esteja a frente da pasta, mostramos a real situação do Sistema, expondo os problemas, os pontos frágeis e, principalmente, ressaltando que o estado de calamidade é fruto da falta de investimentos e valorização profissional", destaca Vilma Batista, presidente do Sindasp-RN.

      Ela lembrou ao secretário que a categoria está e sempre esteve disposta a colaborar com os gestores, somando esforços em uma força tarefa para mudar essa realidade. "Tivemos uma boa impressão do novo secretário, não só pelo histórico dele, mas pela humildade em reconhecer a importância de contar com os agentes penitenciários para o resgate do Sistema". 

        Vilma Batista explica que o secretário já sinalizou, nessa primeira reunião, que irá trabalhar com a valorização e motivação dos servidores. "Os agentes penitenciários do Rio Grande do Norte quer virar a página da gestão passada e, mais uma vez, acreditam em um recomeço com uma nova mentalidade. Acreditamos que é possível fazer e estamos prontos para ajudar, porque juntos somos fortes", completa a presidente Vilma Batista.

       Após esse encontro, já ficou acertado para a próxima semana uma nova reunião entre o Sindasp-RN e o secretário Walber para discussão da pauta de reivindicação da categoria, que já foi protocolada desde fevereiro deste ano.

Viagem a Brasília
     Ainda nesta segunda-feira, a presidente do Sindasp-RN embarcou para Brasília, onde irá atuar junto a base parlamentar do RN para apresentar projetos como a aposentadoria especial dos Agentes Penitenciários e fazer o lobby junto aos deputados para aprovação da PEC 308, bem como fazer sugestão no Senado do relator da PEC 14."Acreditamos que, no mais tardar agora em junho, deveremos ter a constitucionalização da nossa carreira através da criação da Polícia Penal, dando legitimidade e fazendo justiça a uma das categorias do mundo", ressalta.

Nenhum comentário: